Concept Art

CONCEPT ART é uma modalidade de ilustração, ou seja, uma IMAGEM cuja meta principal é configurar por meio da Linguagem Visual os Elementos Narrativos presentes em diversos tipos de narrativas figuradas (cinema, quadrinhos, livro ilustrado, jogos etc) antes de se finalizar o produto. Concept art para jogos narrativos é a criação de imagens com mensagem simultaneamente lúdica (mecânica) e narrativa (enredo).

Quem já assistiu making of de filmes, seja de animação, seja de atuação, deve ter reparado que se fala de conceito, pesquisa e elaboração das personagens, do figurino, de objetos do cenário etc. É justamente isso que o artista de conceito faz: coloca no papel, ou na tábua digitalizadora, as idéias de uma narrativa, sob a forma de imagens, que vão sendo discutidas e refinadas até se chegar na modelagem 3D, na massinha, nos bonecos, ou na escolha de um ator ou atriz. É a chamada fase de pré-produção de uma narrativa figurada, quando ilustradores, designers, diretores e roteiristas trabalham juntos tomando as decisões de representação que irão levar os signos da narrativa até o receptor. Veja a concepção de Siara, proposta de personagem para League of Legends (LoL).

O termo parece ter surgido em 1930, com a indústria tradicional de animação, onde ilustrações descreviam a aparência, sentimento, formato, cores, etc, da narrativa que estava sendo produzida, desenvolvendo visualmente os conceitos e consolidando a identidade do produto (Adaptado de Wikipédia: http://en.wikipedia.org/wiki/Concept_art). A tradução exata do termo para português seria arte conceitual, o que gera confusão com o termo que designa movimentos artísticos iniciados nas primeiras décadas do século XX, como o Dadaísmo.

Veja alguns exemplos | http://theconceptartblog.com/ | http://conceptartworld.com/ | http://fuckyeahconceptart.tumblr.com/

Depois de visitar os sites, é possível perceber uma certa noção dominante que concept art demanda maestria técnica. É verdade. Um/a ilustrador/a profissional precisa dominar as diferentes técnicas de expressão, começando pelo desenho, passando pela pintura e pela fotografia até chegar nas ferramentas digitais. O caminho inverso é válido, mas não é tão rico. Isso porque, observe, os comandos do Photoshop remetem às técnicas físicas: aquarela, guache, óleo, aerógrafo. Como desenhar melhor em 2 minutos?

Entretanto, um/a ilustrador/a tem uma tarefa mais delicada e importante: TRANSMITIR MENSAGENS E CONTEÚDOS POR MEIO DA FORMA. Isso significa dizer que a escolha de configuração dos elementos da linguagem visual junto com as técnicas e materiais de execução deve demonstrar coerência com essas mensagens e conteúdos, e não apenas se limitar à maestria técnica. Veja só o que diz esta personagem concebida para discutir questões de gênero.


II. Exercícios em aula: envie continuamente as etapas de produção da sua ilustração para a pasta do drive


  1. Objetivos: qual a finalidade, o público alvo, espaço em que será e por quanto tempo será fruída a imagem?
  2. Materialidade: em qual suporte final (impresso, digital, plástico bidimensional ou tridimensional, estático, dinâmico etc) a imagem será veiculada?
  3. Tema: quais serão os assuntos abordados no seu projeto?
  4. Sem mencionar as respostas acima para os colegas, apresente suas imagens de referência e/ou esboços e peça-lhes para identificar o assunto principal.

  1. Anote que sensações e memórias que suas imagens referenciais e/ou esboços evocam em você.
  2. Sem mencionar as suas respostas, apresente suas imagens referenciais e/ou esboços para os colegas para que descrevam as sensações evocadas neles.
  3. Compare as sensações descritas pelos colegas com as suas.
  4. Se sua imagem é uma figura de linguagem, ela o é para quais conteúdos?

  • Com quais FORMAS vou registrar, configurar e materializar a imagem?
  1. Apresente suas imagens referenciais e/ou seus esboços para fazermos uma análise estrutural dos estilos visuais, modos de registro e de configuração e para qual modo da linguagem visual tende sua imagem: esquemática ou pictórica.
  2. Defina quais serão as técnicas, materiais e instrumentos artísticos e/ou não artísticos são mais adequados para obter os efeitos estruturais e respostas estéticas desejados.
  3. Pense na coerência destes materiais com os suportes em que sua imagem será veiculada: impresso? digital? plástico?

III. Trabalho final: envie sua arte final mais um relato do processo de elaboração para a pasta do drive até a data estipulada.