É dia de feira! Quem quiser pode chegar!

evVocê acha que feira é coisa fora de moda? Acha que é coisa suja, pouco civilizada? Sabe de nada! As feiras são a forma mais justa e simples de você ter acesso a produtos fresquinhos que nem são vendidos nos supermercados.

Saca só, imagine se você pudesse ter certeza que o produto que está comprando não tem agrotóxicos, hormônios e todos aqueles venenos que você sabe muito bem que as grandes fazendas usam. Não sabia?

Então, tem um montão de pequenos agricultores que plantam com muito carinho e buscam vender seus produtos de forma justa. Mas… só a força deles era pequena. Disse bem, ERA! Não é mais!

Eu e mais algumas amigas decidimos montar uma rede de consumo solidário e daí entramos em contato com cooperativas agrícolas. Uma vez por semana eles vem pra cá para vender os seus produtos. Um verdadeiro sucesso!

Ah, mas você pode dizer… é um pouco mais caro. Mas você encontra seriguela nos supermercados? E mais, já notou que as frutas tem gosto de plástico? Estranho, né? Ao invés de alimentos são apenas produtos. Pensamento pequeno pro tamanho da natureza!

Links:

Marilia Marilia Viana é psicóloga, escritora e veganista. Tentou se filiar a alguns partidos políticos, mas não deu muito certo, ainda não sabe o porquê. Nascida na cidade grande, não tem nenhum “pé na roça”. Foi com os estudos que teve que descobriu o potencial do consumo consciente e, desde o ensino médio dava conselhos às amigas. Agora está concluindo o curso de Administração, já que seu objetivo é dar subsídios às feiras orgânicas e culturais em sua cidade.

Texto por Jorge dos Santos Valpaços, professor da Escola Estadual Olga Benário Prestes, RJ.
Imagem por Eliane Bettocchi e Luíza Costa (IAD-UFJF, 2014).