Conceito Intelectual ou Social

Você e Pedro decidem que é mais interessante criar um vídeo com que consiga mobilizar as pessoas e tenha boa qualidade técnica para ser veiculado pela ONG. Afinal, o número de pessoas que podem vir a acessar um vídeo na internet chega a dezenas de milhões!
Pedro leva você até a aldeia dele onde vocês fazem entrevistas com moradores idosos, adultos e crianças, mostrando a ligação forte que todos ali têm com a terra e o rio. Uma ligação que vai muito além da subsistência. Depois, vocês vão até a vila quilombola e fazem outra série de entrevistas no mesmo tom. É impossível não se comover com os laços de solidariedade dessas pessoas entre si e o amor que tem pela terra. Pedro observa que esses laços sociais são abalados quando as pessoas são removidas de suas terras e separadas:
– Quando essa comunidade se dispersa fica difícil depois agir em conjunto para reivindicar seus direitos ou fazer mutirões para obras comunitárias, construir galpões. Se você parar pra pensar que muitos dos problemas dessas grandes obras só aparecem anos depois delas serem feitas essa quebra social fica um problema pior ainda!
Vocês estão voltando a pé para a cidade quando você tem uma sensação estranha, é como se estivessem sendo seguidos. Ao olhar para trás você poderia jurar que viu alguém se escondendo atrás de uma árvore no matagal que fica em volta da estrada de terra pela qual vocês caminham. Você se vira para Pedro e ele responde sem mover o rosto:
– Eu também o vi. Depois da curva da estrada me siga sem fazer perguntas.
Poucos minutos depois, a estrada faz uma curva tirando vocês da visão de quem os estava seguindo. Pedro salta para o mato e faz sinal para você segui-lo. Sem perder tempo, você se junta a ele atrás de um matagal. Vocês ficam em silêncio. Logo aparece um homem na estrada tentando andar sem fazer barulho. O sujeito parece estar à espreita, armando um ataque. Ele passa sem ver vocês e segue pela estrada.
– Quem era? – pergunta você
– Não sei. – responde Pedro – Um bandido? Um espião da E&C? É melhor pegarmos uma trilha pela floresta para voltar para a cidade.
Você segue Pedro pela floresta admirando-se de como ele pode achar o caminho em meio àquela mata fechada. É quase como se a mata conversasse com ele. Após vários minutos vocês se chegam à cidade. Ele acompanha você até o hotel e se despede para fazer o vídeo agradecendo sua ajuda.
No hotel você conta tudo o que vivenciou. Fica claro que a E&C está errando feio com aquela gente.
No dia seguinte, a representante da E&C fica surpresa com as caras feias dos visitantes para a empresa durante o passeio e por mais que tente, ela não consegue dar respostas convincentes às perguntas que lhe são feitas.
Alguns dias após vocês terem voltado para casa, o vídeo é disponibilizado na internet. Você divulga o vídeo nas redes sociais e graças aos seus esforços e de outros ele logo se torna um sucesso sendo visto por centenas de milhares de pessoas.  A pressão política cresce e o governo federal determina que as obras sejam paralisadas até que um Estudo de Impacto Ambiental adequado seja feito e as reivindicações das comunidades locais recebam a devida atenção. Você imagina que Pedro e os membros da ONG estejam satisfeitos com esse desenlace dos eventos. Um problema foi atendido. Quantos mais existirão para serem resolvidos?


escolha: culturalmente diversoEsta escolha indica que você exerce seu ativismo por meio de um CONCEITO INTELECTUAL ou SOCIAL.

Pessoas que busquem promover empreendimentos ecologicamente corretos e sustentáveis e pesquisadores que divulgam novas formas de agir e pensar que fortaleçam um futuro sustentável, expressando suas ideias ou buscando persuadir pessoas podem estar agindo tanto de forma intelectual quanto social. Se essas pessoas formulam projetos e propostas, fazem críticas, seu ativismo é INTELECTUAL. Quando busca mobilizar pessoas para sua causa, então é um ativismo SOCIAL. Escolha um dos dois para a sua personagem:

cd
Conheça outros/as ativistas e conte sua história