Perfil

Os PERFIS representam COMO a personagem age, como ela mobiliza seus conhecimentos e habilidades em quais circunstâncias, ou seja, suas COMPETÊNCIAS. O Perfil é composto de elementos cognitivos e afetivos que se constituem em um método de ação, denominado Comportamento, e traços de personalidade, denominados Atitude, que privilegiam certos impulsos e emoções e modos de se relacionar com os outros e com o mundo, configurando como a personagem tenderá a agir face aos desafios impostos pela narrativa.

Sendo um modo de agir, o COMPORTAMENTO indica um conjunto de preferências da personagem, que acabam por influenciar as escolhas profissionais e outros interesses. De um modo geral, as pessoas escolhem profissões que combinem com suas personalidades. Quando não o fazem, geralmente acabam frustradas ou insatisfeitas. É claro, também, que uma contradição entre personalidade e carreira pode gerar conflitos interessantes de serem trabalhados num jogo de interpretação.

Existem 16 combinações de comportamento e atitude, cada uma definindo uma MATRIZ DE COMPETÊNCIAS, aquilo que elas são capazes de fazer. Escolha uma combinação e anote os valores numéricos de cada HABILIDADE na sua planilha.

As HABILIDADES são as capacidades práticas de se aplicar as informações, ou seja, como se usa o quê. São, portanto, capacidades intuitivas e pertinentes ao ser da personagem. Por isso, estão disponíveis para tentativa mesmo que a personagem nunca tenha tido treinamento – não tenha nenhum nível – e são comuns a qualquer tipo de cenário, pois independem de especificidades tecnológicas.

Os NÍVEIS de competência representam, qualitativamente, os diferentes níveis de aprendizado, teórico e prático, que as pessoas costumam ter nas atividades que realizam. Aos níveis associam-se valores numéricos, ou pontos, que indicam tanto o custo de aquisição quanto os modificadores a serem comparados com a Dificuldade do Teste e tipo de Resultado. Estes valores variam de 1 a 6 pontos, assumindo- se uma média majoritária em 2. Cada nível representa, qualitativamente e quantitativamente, a profundidade e abrangência de aprendizado, e limita os resultados que a personagem pode ter num teste.

As Habilidades podem ser opcionalmente detalhadas em CARACTERÍSTICAS FÍSICAS, INTELECTUAIS e SOCIAIS. Essas características somam ou subtraem 1, 2 ou 3 pontos nas respectivas habilidades.

Características são adquiridas por mecanismo de compensação: para ter X caratcterísticas positivas (que somam em habilidades), deve-se adquirir o mesmo X de negativas (que subtraem nas habilidades). Por exemplo, se uma personagem tem 3 pontos de agilidade, ela soma 3 pontos em ações físicas que envolvam esta característica; em compensação, ela terá que compensá-la com 3 pontos negativos, sejam três caratcterísticas negativas de1 ponto, duas de 1 ponto e uma de 2 pontos ou uma de 3 pontos. Não há limite para quantidade de características, desde que a pontuação de positivas e negativas seja a mesma.

Deve-se ter em mente que é muito fácil classificar características físicas e intelectuais em positivas e negativas. Entretanto, não se pode dizer o mesmo das sociais. Estas dependem muito do cenário e de seus contextos socio-culturais.


Escolha seu CONCEITO.